Notícias

09 2017

Ricardo Rio quer “acelerar o futuro“ de Braga

"Acelerar o futuro" de Braga. Este foi o mote da apresentação ao público, no Salão Nobre do Theatro Circo de Braga, do programa eleitoral da coligação "Juntos por Braga" que é liderada por Ricardo Rio.

Perante um salão completamente cheio, mostrando a forte dinâmica, a "crença" e a mobilização, Ricardo Rio referiu querer um concelho virado para a dinamização económica, com políticas viradas para as pessoas, onde se viva a cultura "todos os dias", com qualidade de vida e usufruto dos "novos" espaços verdes e um novo pelouro.

"De gestão e conservação do Espaço Público e que corresponde aquilo que são as ambições da coligação em ter serviços municipais capazes de dar resposta aos anseios dos cidadãos. Não é apenas a lógica de tornar a cidade mais inteligente, mas também do próprio município ser mais inteligentes e responder de forma mais atempada e nós preconizamos a criação de um novo pelouro de gestão e conservação do espaço público". disse Ricardo Rio, que conta criar também um call center de forma a ter a câmara "aberta 24 horas por dia".

O candidato da coligação PSD/CDS-PP/PPM pretende consolidar políticas, dando-lhes outra dimensão, de forma a "acelerar o futuro". Pilares culturais, de mobilidade ou dinamização económica estão na base de uma nova "aceleração".

"Abordando as questões económicas, como a criação da Innovation Arena, que é o projeto bandeira para esta área, destaque também para as soluções e propostas de natureza cultural onde, para além do investimento físico em infraestruturas no São Geraldo, Museu da Imagem, Arquivo Municipal, Casa dos Crivos, que vão ser todas elas requalificadas, queremos também formalizar uma candidatura ambiciosa e muito consistente à Capital Europeia da Cultura 2017", apontou.

Entre várias propostas, Ricardo Rio apontou ainda a baixa do preço da água e menos impostos, uma revolução na recolha do lixo, passando este a deixar de ser "com saquinho depositado à porta do prédio", a gestão integrada do GNRation e o futuro São Geraldo no Theatro Circo, mais mobilidade suave, com mais interfaces de ligação entre perímetro urbano e Cávado, assim como a aposta continua na criação de emprego, onde o Innovation Arena será "a Braga Acelerada ruma a uma nova dimensão".

 

Ler mais
09 2017

Coligação propõe melhores soluções de mobilidade

Reafirmando uma enorme vontade em dotar os bracarenses com melhores soluções de mobilidade, a Coligação “Juntos por Braga” esteve em quatro locais para os quais propõe soluções de ordenação de trânsito, de valorização dos espaços públicos, de melhoria das vias cicláveis e de aumento significativo da segurança para a circulação de peões. Miguel Bandeira, candidato à vereação que tutelará a regeneração urbana e mobilidade, guiou a visita que teve como pontos de paragem a Zona da Makro, a ciclovia da Variante da Encosta, em Lamaçães, a Rodovia e o Nó de Enfias – pontos encarados como prioridades da coligação.

Junto à Makro, um dos locais de implementação dos projetos piloto das Zonas 30, Miguel Bandeira explicou que a intervenção que já está acautelada para aquele local visa “a valorização do espaço público” através do reordenamento dos acessos daquele núcleo densamente povoado. A fluidez da circulação automóvel será acompanhada com a redução de velocidade dos veículos e coabitará com a forte circulação de pessoas e de meios cicláveis.

Os projetos das Zonas 30, que serão igualmente aplicados em Montélios, na zona envolvente à Torre Europa e na Zona da Quinta das Fontes, resultaram de uma “relação de auscultação com a população, com os presidentes de Junta, com as associações de moradores”, explicou Miguel Bandeira, defendendo que “as pessoas têm de fazer parte da solução”.

Já na ciclovia da Variante da Encosta, que conheceu já a aprovação de um investimento que passará os dois milhões de euros, Miguel Bandeira falou no redesenho da ciclovia que passará a ter “outro conceito”. “A ciclovia não vai contactar diretamente a faixa de rodagem, mas vai passar para o interior, junto ao passeio, de modo a encontrar nos lugares de estacionamento a segurança necessária para os peões e os ciclistas”, explicou. O incremento de uma redução da velocidade automóvel será atingido por via da correção das rotundas que atualmente possuem um desenho oval, “convidando” os automobilistas a circular a uma maior velocidade.

A coligação prevê ainda “recuperar a rodovia como um espaço de circulação pedonal, de velocípedes, de privilégio aos transportes públicos” e que “naturalmente irá sofrer uma profunda intervenção”. Para que tal aconteça, será retirado o separador central e atribuídos aos velocípedes e aos peões canais de circulação que lhes permitam circular sem riscos de sinistralidade. Com esta intervenção profunda, Miguel Bandeira explica que será “qualificada a relação que a rodovia tem com as ruas perpendiculares e com as edificações”.

O último ponto de visita da comitiva da coligação foi o Nó de Infias, que representa um dos principais estrangulamentos da mobilidade urbana da cidade. “É um lugar de grande congestionamento, mas também temos de ser realistas. Não tem os problemas que existem noutros nós rodoviários das áreas metropolitanas em Portugal. Contudo, especialmente nas horas de ponta, temos dificuldades de trânsito agravadas que vão obrigar a uma solução para a qual já existem um conjunto de ideias técnicas que queremos discutir para chegarmos a um resultado que possa ser colocado à consideração dos cidadãos”, disse Miguel Bandeira, aludindo ao contributo que deverá nascer do objeto de discussão pública.

Ricardo Rio, candidato à presidência da CM Braga, participou na iniciativa, estando acompanhado pela candidata a vereadora, Lídia Dias, pelo candidato à Junta de São Victor, Ricardo Silva, pela candidata à UF de Nogueira, Fraião e Lamaçães, Goreti Machado, e pelo candidato à Junta de S. Vicente, Jorge Pires.

 

Ler mais
09 2017

Hélder Fernandes para mudar Real, Dume e Semelhe

Depois de uma apresentação em Semelhe, Ricardo Rio deslocou-se a Dume para fazer sinalizar o apoio ao candidato Hélder Fernandes à União de Freguesias de Dume, Real e Semelhe. Numa sala completamente lotada, Rio começou por referir o cumprimento de um velho anseio dos Dumienses e de todo o concelho: “concretizámos a musealização das ruínas São Martinho de Dume, que já foram inauguradas e que em breve estarão abertas à população para seu usufruto, trazendo uma mais-valia patrimonial e turística para esta União de Freguesias”.

“Mas o trabalho nestes últimos quatro anos também foi sanear e limpar os problemas do passado, como foi o caso da reparação do pavilhão de Dume, uma construção de péssima qualidade do anterior executivo ou o pagamento de obras inauguradas por outros, como a Casa do Acento”, recordou Ricardo Rio, que fez questão de testemunhar que tratou todas as freguesias por igual, não fazendo caso à cor partidária, uma diferença grande com o passado de Braga. Recordou também o melhoramento das acessibilidades desta UF e o investimento em projetos escolares, além da conclusão da rede de saneamento, uma aspiração que finalmente vai ser concretizada em breve.

Rio lembrou ainda que estes anos foram de “verdadeira transformação de Dume, com a abertura do Nova Arcada e outros investimentos, como o novo Quartel dos Bombeiros, a construção da Academia do Sporting Clube de Braga”.

O líder da coligação Juntos Por Braga reforçou ainda que em breve será concluído o acesso na Avenida Eurico Dias Nogueira no acesso ao Colégio João Paulo II e que irá terminar com os congestionamentos que se sentem todos os dias. Outro dos compromissos será concluir o primeiro troço da extensão da variante do Cávado e que prejudicam a circulação automóvel desta zona.

O candidato à Câmara abordou ainda os esqueletos do passado neste território, como foi a recente indeminização que o Município foi condenado a pagar devido a obras no Estádio Municipal, que podem ascender a quase 10 milhões de euros de indemnizações, o que lesa o trabalho deste executivo, a acrescer aos 9 milhões que foram despendidos, sem razão, mas famigeradas piscinas”.

Hélder Fernandes, a grande aposta da coligação Juntos Por Braga para mudar a face de Real, Dume e Semelhe, elogiou o trabalho do executivo municipal nesta UF, deixando criticas à inação e desleixo da atual junta socialista, que tem prejudicado toda este território. O candidato Juntos Por Braga apelou à mudança também nesta UF, para acompanhar a mudança em todo o concelho.

 

Ler mais
09 2017

Innovation Arena pode vir a criar cinco mil postos de trabalho

“O Innovation Arena vai criar cerca de cinco mil postos de trabalho qualificados”, afirmou Carlos Oliveira, responsável da Invest Braga, e que ontem, durante almoço de empresários da candidatura de Ricardo Rio à Câmara de Braga, apresentou aquele que será um dos grandes projetos do próximo mandato de Ricardo Rio para Braga, num almoço em que também esteve presente o líder do PSD, Pedro Passos Coelho.

“O Innovation Arena é a criação e a dinamização de um sistema de base tecnológica baseada no conhecimento e que pretendemos que seja uma referência nacional e internacional. Que possa ser uma área colaborativa e inovadora, especializando-se em áreas que os investidores bem entendam. Um centro de negócios e que possa ser âncora de empresas que precisam de recursos humanos para inovar”, afirmou Carlos Oliveira.

Numa sala com muitos empresários do concelho de Braga, Carlos Oliveira fez uma apresentação do Innovation Arena, uma estrutura que vai ser criada nos próximos quatro anos e que se pretende que envolva de toda a sociedade, desde a Universidade do Minho, o INL e o meio empresarial, além do Município e da InvestBraga. Ricardo Rio garantiu que o Innovation Arena é uma prioridade para os próximos quatro anos.

“Um espaço natural para as empresas que vai criar condições de gerar os cinco mil postos de empregos qualificados e massa crítica na cidade. Um projeto desta natureza terá que ter esta lógica de parceria e de desenvolvimento económico. Este não é um projeto exclusivamente municipal ou regional. É um projeto que pode marcar a diferença no contexto europeu, dando condições para servir o desenvolvimento do país”, afirmou Ricardo Rio.

Neste almoço, Pedro Passos Colho elogiou o trabalho efetuado por Ricardo Rio em Braga, um “autarca modelo” para todo o país e que espera que seja replicado por outros noutros municípios. Nesta sessão intervieram ainda Altino Bessa pelo CDS e novamente candidato a Vereador, o Eurodeputado José Manuel Fernandes e o deputado Luís Montenegro.

 

Ler mais
09 2017

Colaboradores da Primavera pediram mais ligação entre instituições e Ricardo Rio cumpriu

Ricardo Rio, candidato à Câmara de Braga da coligação “Juntos Por Braga”, esteve esta manhã de quarta-feira na Primavera Software, num debate de ideias para a cidade a convite da própria empresa. Esta não foi a primeira vez que esta empresa pediu aos colaboradores para pensaram a cidade de Braga através de sugestões ou situações que gostavam de ver corrigidas. “Em 2013, e foi uma ideia transversal, muitos dos nossos colaboradores pediram maior ligação entre as empresas, instituições e organismos públicos e privados. Podemos dizer que passados quatro anos a Câmara cumpriu”, disse José Dionísio, durante reunião informal com Ricardo Rio.

Já num âmbito de “fórum”, no auditório da empresa, o candidato da coligação PSD/CDS-PP/ PPM deu a conhecer aos trabalhadores da Primavera Software algumas das linhas de ação do programa. Uma cidade inteligente, com mais transportes urbanos integrados, uma mobilidade suave através das vias pedonais e cicláveis, assim como um novo paradigma na recolha de lixos urbanos, onde Ricardo Rio se propõe acabar com “o saco de lixo à porta do prédio”, foram algumas das propostas da candidatura.

O candidato, e nos que diz respeito ao tráfego rodoviário da cidade, afirmou que está em fase de texto uma solução ao nível dos transportes urbanos de Braga que prevê acabar com “os carros à porta das escolas”. “É um dos grandes problemas detetados, mas está em fase de teste uma solução que visa criar linhas de transporte escolar.

Já ao nível dos parques verdes na cidade, uma das situações que despertou a curiosidade do colaboradores da Primavera, Ricardo Rio referiu que está a ser “expandido” o Parque da Rodovia e que estão a ser pensadas outras soluções, tendo referido também que “temos que reforçar a ligação entre o Parque da Ponte e o Picoto, com as Camélias integradas. Mas estamos ainda a estudar o reforço nesta área. Não podemos ter um grande parque no centro, porque é praticamente impossível a sua construção, mas estamos a criar uma rede de parques verdes, interligados entre si, aproveitando a mobilidade suave, para corresponder a uma cidade cada vez mais cosmopolita”, frisou Ricardo Rio.

Já Jorge Batista, um dos fundadores da Primavera, salientou que esta ideia de colocar o candidato Ricardo Rio frente a frente com os colaboradores da empresa é uma forma de fazer cidadania. “É uma empresa com uma perspetiva da cidadania, da vivência de um ambiente alargado, bastante forte. Somos uma empresa com preocupações sociais e de cidadania, verdadeiramente interessada em tudo que está à nossa volta. E nós, enquanto empresa, também temos essa responsabilidade, de dar sugestões e contribuir ativamente para a cidade”, destacou Jorge Batista.

 

Ler mais
09 2017

Sete Fontes é e será de todos os Bracarenses

Em visita às Sete Fontes, o candidato à Câmara Municipal pela Coligação “Juntos por Braga”, Ricardo Rio, lembrou que durante os últimos quatro anos foram dados passos importantes para a implementação de um parque verde que “seja cada vez mais um espaço de todos os bracarenses”. Rio lamentou ainda que quem nada fez pelas Sete Fontes venha agora manifestar-se como mentor da classificação como Monumento Nacional.

“Choca-me que aqueles que durante os últimos 40 anos pouco ou nada fizeram para valorizar este espaço, para o proteger e para o salvaguardar, sejam agora aqueles que se venham arrogar até, imagine-se só, como mentores da classificação como Monumento Nacional”, disse Ricardo Rio, lembrando que nos últimos quatro anos foi revertida a lógica de valorização imobiliária e urbanística das Sete Fontes.

“Ao contrário do que tinha acontecido aquando da revisão do PDM de 2001, em que terrenos que não tinham essa capacidade de construção passaram a ter capacidade construtiva máxima. E isso não foi certamente feito pelas pessoas que sempre defenderam as Sete Fontes e que nos permitem estar aqui hoje”, explicou.

Valerá a pena recordar que nos últimos quatro anos foi revertido o PDM de 2001 e que foram dados outros passos importantes que representam a base do futuro projeto a implementar nas Sete Fontes. Foi o caso dos estudos hidrogeológico e arqueológico encomendados à Universidade do Minho, bem como a contratação de uma equipa de especialistas altamente credenciada, que irá acompanhar, com propriedade, o nascimento qualificado do parque verde das Sete Fontes.

No mesmo sentido surgiram as palavras Miguel Bandeira, candidato pela coligação “Juntos por Braga” a vereador, que lembrou a importância de alicerçar o futuro ecoparque.

“Associada à suspensão do PDM, e por força dessa unanimidade que conseguimos, viemos desclassificar a variante à estrada 103. Conseguimos que os estudos encomendados à UM, que são fundamentais para sustentar todo o processo de planeamento e de ordenamento que vai aqui ser implementado, garantam um ecoparque que de facto vá de encontro às expectativas de quem o vai usufruir”, defendeu Miguel Bandeira.

O candidato à Junta de Freguesia de São Victor, Ricardo Silva, que sempre se demonstrou um defensor acérrimo do local, lembrou que “ainda era do tempo em que a Junta de Freguesia foi proibida de visitar as Sete Fontes”, mas que graças ao trabalho desenvolvido nos últimos anos “é do senso comum” de todos os Bracarenses que aquele espaço deve ser respeitado e salvaguardado.

“As Sete Fontes é um local marcante não só na nossa atuação diária, mas sobretudo no que nos propomos as fazer no futuro. É símbolo de luta. É símbolo de termos travado várias lutas, muitas delas que ganhámos. Estamos longe de concluir aquilo que desejamos, que é um parque verde. Quando falamos de parque verde, falamos da área, falamos da aceção total dos monumentos, falamos dos lençóis de água, da flora e da fauna”, explicou Ricardo Silva, lembrando que “em pouco tempo já foram dados passos muito importantes” para “tornar o parque fruível a toda a gente”.

 

Ler mais
09 2017

Mais de meio milhar fez guarda a Ricardo Rio rumo à conquista de Braga em Escudeiros, Penso São Vicente e Santo Estêvão

Um mar de gente que transformou a apresentação do candidato da coligação Juntos por Braga, Fernando Silva à Junta da União de Freguesias (UF) de Escudeiros, Penso São Vicente e Santo Estêvão, num comício com cerca de meio milhar de pessoas em Escudeiros.

Escuteiros, rancho infantil e centenas de bandeiras engoliram Ricardo Rio, candidato à Câmara de Braga, naquele que foi sem dúvida um sinal claro da aceitação das propostas em defesa das freguesias de todo o concelho. A tenda, colocada numa veiga, encheu por completo, situação que galvanizou o público presente e deixou Ricardo Rio emocionado.

“Quero agradecer a forma como me estão a receber aqui e em especial a esta grande equipa candidata à junta que vai continuar à frente desta UF e a fazer mais e melhor”, disse Ricardo Rio, enaltecendo o trabalho de Orlando Gomes, que vai deixar o cargo, mas que apoia Fernando Silva, o candidato à UF de Escudeiros, Penso São Vicente e Santo Estêvão.

Ricardo Rio mostrou obra feita naquela região do concelho de Braga, um exemplo de trabalho em parceria entre freguesias e município, enaltecendo a dinâmica, o trabalho e a vontade de querer fazer mais depois de anos votado ao esquecimento.

“No total nesta freguesia foi investido 1,7ME. Investiu-se em acessos, equipamentos desportivos, em equipamentos como o Multiusos de Escudeiros, a Casa do Passal, a Casa da Esperança e outras infraestruturas que eram necessárias. Também investimos nas escolas e no saneamento, uma obra que não se vê, mas fundamental para a qualidade de vida da população”, apontou o candidato, que puxou a fita do tempo para falar de uma rábula do passado.

“O anterior presidente da Câmara, em muitas ocasiões, falava sempre da história de mudança realizada no concelho depois da chegada dele à autarquia. Falava muitas vezes do exemplo da escola de Escudeiros em 1976, em que os animais viviam por debaixo da escola e havia fossas. Ora, foi preciso esperar 40 anos para que a escola tivesse saneamento, assim como boa parte da freguesia de Escudeiros”, recordou Ricardo Rio, que não tem dúvida que a mudança vai continuar com Fernando Silva, Rui Pereira e Pedro Faria.

“O Fernando é uma verdadeira formiguinha. Mal assumiu a candidatura, apareceu logo a dizer o que vai ser preciso fazer nos próximo quatro anos”, destacou, assumindo total confiança na UF. “Não é preciso nenhuma sondagem para perceber que a mudança não vai parar, basta olhar para vocês aqui presentes”, referiu o candidato, que terminou o “comício” com uma quadra adaptada da música que o Rancho Infanto-Juvenil do Carreiro lhe dedicou nas autárquicas de 2013: “O povo já canta em dança, canta feliz e contente, porque o Fernando Silva, vai ser vosso presidente”.

O clima aqueceu ainda mais com vários hinos de campanha, situação que deixou Fernando Silva com largo sorriso, assumindo ainda o compromisso de trabalhar para UF.

“Temos trabalho feito e somos humildes, pois sabemos que a UF só pode evoluir com trabalho de todos. Nós cá estamos para realizar esse trabalho, com ajuda, também, da câmara”, destacou Fernando Silva, que pediu uma “maioria absoluta” para Ricardo Rio.

 

Ler mais
09 2017

Ricardo Rio na rua com a população em Maximinos, Sé e Cividade

Tem sido essencialmente nas ruas, junto das pessoas, que a coligação “Juntos por Braga” tem explicado aos Bracarenses a importância de dar continuidade à mudança que nasceu há quatro anos no município. Foi isso que aconteceu em Maximinos, com uma arruada que foi crescendo em apoio e entusiasmo.

Ler mais
09 2017

Rio reúne com as instituições de Cabreiros e Passos (São Julião)

A campanha da coligação “Juntos por Braga” tem sido marcada pela ampla auscultação dos objetivos e preocupações das várias instituições e dos movimentos associativos do concelho. Foi o que aconteceu também na União de Freguesias de Cabreiros e Passos (São Julião), onde Ricardo Rio teve a oportunidade de interagir com as instituições daquela União de Fregesias.

Ler mais
09 2017

Ricardo Rio visita Sequeira

Com a intenção renovada de promover uma contínua aproximação à população, Ricardo Rio voltou a Sequeira para ouvir de Nuno Oliveira, candidato à Junta da referida freguesia, quais têm sido as preocupações e ambições que os cidadãos têm manifestado durante o período de campanha eleitoral.

Ler mais

Juntos Por Braga

Já pode descarregar a nossa app para as versões Android e iOS.

Android iOS